Páginas

sexta-feira, 2 de julho de 2010

Profeta da Chuva!

Oi gente, voltando, estava viajando esses dias, por isso a falta de posts, peço desculpas, mas tenho boas para o Diário de bordo. As fotos abaixo foram tiradas em uma busca a um tanque de pedra na Comunidade Porção, eu fui com a turma do CERAC (onde trabalho), para fazer um Boletim de Experiência, parte de minha função na ONG, quando chegamos lá, nada de Boletim e como havia perspectiva de encontrar lugar adequado para um tanque de Pedra me propus ir com a rapaziada para tirar as fotos, resultado pegamos uma baita chuva, ou melhor, ela nos pegou, mas não foi por falta de aviso, Seu Enoque, um ancião que encontramos lá nos avisou do “pé d’água” que ia cair, duvidamos porque o tempo nem estava tão carregado, resultado chuva coisa muita, pelo menos aprendi  uma lição, não duvido mais das previsões de pessoas que conhecem a natureza pela vivência, não é uma sabedoria vã, inclusive todos os anos tem uma encontro chamado “profetas da chuva” em Pedro II, os agricultores e agricultoras, se juntam para fazerem previsões de como vai ser o inverno naquele ano. As observações são várias, desde a característica da flor do mandacaru, a primeira chuva do mês e um anel que forma na lua durante o primeiro mês do ano ... eu sempre fui muito incrédula, herança da minha mãe, mas não tem como você não se impressionar com tanta conhecimento.

2 comentários:

Kleidianne disse...

Ué, e a ciência não surgiu daí? Da observação do homem comum, desse empirismo cotidiano? rsrs E o tal tanque de Pedra? Nada?

Paula Andréas disse...

O tanque de pedra não rolou, era uma passagem de água, o tanque precisa ser feito em lageiro, que pegue de um lado ao outro, e lá nem lageiro era rsrs! Foi chuva a toamesmo