Páginas

terça-feira, 20 de dezembro de 2011

Uma homenagem do poeta!


O poema abaixo foi criado pelo poeta D`Gáudio Procópio, pai da minha amiga cassia Cristina, o conheci no complexo Teixeira em um dos almoços corriqueiros que já participei por lá, entre uma conversa e outra contei minhas aventuras no sertão do Piauí, virou poema! Obrigada moço, adorei!



FLOR E SERTÃO
(A poetisa)

Flor do sertão que chora e desabrocha
Sob a luz do sol e ao calor da tormenta
Muito embora versejes na lida fomenta
Sem que saibas ou querer vem e afloras.

Olhar do sertão com os olhos sertanejos
Imbuída de uma forte visão em desejos
Em mãos e nas mãos tão boa disposição
Desbravar os sertões com certa emoção.

Disposta e oposta às versões machistas
Propõe e impõe os propósitos de mulher
Enveredando a trilha de sina jornalística
Com os sonhos de uma mulher se quer.

Não é uma poetisa! É uma jornalista
Mas bem poderia se tornar
Uma poetisa dos sertões
Em prosas e versos
Rimas poéticas
A poetisa
De fato!
Do
S
E
R
T
Ã
O
  Paula Andréas








D`Gáudio Procópio

Um comentário:

DGAUDIO PROCOPIO O POETA disse...

Bom dia querida amiga! Voce merece muito mais que um poema. Meus votos de que encontre alguém que te ame de verdade e saiba valorizar a mulher que existe em você e dentro de você.
e saiba decifrar "o mítisco" do teu olhar.
são os votos do seu amigo D`Gáudio.

FELIZ NATAL E PRÓSPERO 2012